Seja benvindo...entre que a casa é nossa!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Grupo Amigos de Santos/SP


UMA NOITE NO TONINHO DO BACALHAU
Tere Penhabe

A festa rompeu mais cedo
nesse tar de "rapi auer"
desta vez foi a Tere
a primeirona a chegar
de madame fantasiada
pediu só uma limonada
difícil de acreditar.

Mas logo veio a Ciducha
com seu raibã de pirata
estava chic no úrtimo
além dele não se vê nada
decidida como o quê
foi logo fazer fusuê
sobre a mesa retirada.

Correram pra lá e pra cá
no afã de lhe atender
outra mesa arrumar
nada como ter poder
que essa moça é poderosa
noves fora a sua prosa
aparência e trelelê.

Aos poucos foi chegando
a turminha do funil
como sempre só mulher
chega a dar até arrepio
mas a noite era serena
me senti em Ipanema
sentada lá no Barril.

Temas novos, variados
nem sei se devo contar
fizeram uma propaganda
da eficácia que é capaz
(uma simples bicicleta
nem precisa ser atleta)
de endurecer e levantar.

Ah mas eu agora já sei
namorado só se for
um gajo com bicicleta
pra não ter circo de horror
Ciducha me garantiu
deixa qualquer um viril
seja lá para o que for.

Depois me veio a Gui
querendo ir no tal doutor
pra tirar não sei o quê
que ele tira até sem dor
ah mas nessa eu enfureci
ninguém tira nada aqui
quero mais é alguém pra por.

Sapeka tava quieta
mas bem que eu desconfiei
que ela tava usufruindo
é quase certo, eu sei
do olhar do retratista
nosso pitel e artista
será que eu acertei?

Mas não se iluda amiga
nesse pau que vai lenhar
é acender vela pra vivo
se quiser posso apostar
homem adulando homem
vira mesmo é lobisomem
nem adianta paquerar.

E tem as maledicências
que não se pode falar
quem não quiser ser alvo
que venha a nós se juntar
como diz nossa Ciducha
a melhor daqui é bruxa
e serve a mãe com caviar.

E pra ir embora então
ninguém quer sair primeiro
com medo da soqueira
que essa é tiro certeiro
nem Lampião escapava
desse fim de noite brava
se ele fosse companheiro.

Nessa altura do roteiro
Gui deve estar se coçando
pois ela foi a primeira
mas pode ir sossegando
como disse uma fuleira
tem gente que quer ser freira
não permite o nefando.

Que eu me lembre foi só
não disse nada a Guida
nem bola fora nem dentro
tava em marcha reduzida
como disse a Jupira
alguém nesse vira vira
há de ser contrapartida.

Então é isso por hoje
sábado que vem tem mais
dessa feita em classe mista
de diversos cabedais
pois neurônio tá sobrando
o que homem tem faltando
ele não conta jamais.

Santos, 16.11.2006
www.amoremversoeprosa.com

Foto> A nossa querida amiga virtu-real Tere Penhabe,
na noite de autógrafos do seu livro "Amor em Verso e Prosa"

Um comentário:

Amapola disse...

Boa tarde, Guida.
Nossa... que lindo. Amei!

Um grande abraço.